Como tomar colágeno

A busca pela alimentação saudável tem sido cada vez mais presente na vida das pessoas. Antes, o que era uma preocupação apenas de mulheres, hoje tornou-se uma preocupação familiar: todos estão empenhados em uma vida saudável. E é neste cenário que uma proteína destacou-se por seus inúmeros benefícios. (Fazer parágrafo)Não é à toa que a proteína  caiu no gosto dos brasileiros. Dentre os benefícios causados pela ingestão do colágeno, ela é uma substância natural, produzida pelo próprio corpo, responsável pelo crescimento saudável e pela criação de fibras que dão sustentação à pele, aos cabelos, à cartilagem e às unhas. Ou seja, é eficiente na ação de deixar e pele firme e proteger os ossos.   (Fazer parágrafo) Contudo, com o envelhecimento, o organismo passa a produzir menos colágeno, o que deixa os fios de cabelo mais quebradiços, os ossos fracos e a pele flácida. Estudos apontam que a partir dos 30 anos de idade o ser humano passa a ter uma queda decrescente da produção da proteína, sendo que a partir dos 50 anos passa a produzir apenas 35% do que um dia já produziu. Por esta razão é tão importante a ingestão da proteína.

Benefícios do colágeno

  • Deixa a pele firme;
  • Rejuvenesce;
  • Auxilia na perda de;
  • Protege os ossos;
  • Deixa o cabelo mais sedoso e forte;
  • Atribui maior mobilidade para exercícios físicos (devido ao fortalecimento das cartilagens);
  • Torna as unhas mais saudáveis e bonitas.

Como tomar colágeno?

Atualmente, é fácil encontrar colágeno nas grandes redes de supermercado e em farmácias. O que antes era apenas consumido por cápsulas, agora está incluída na fórmula de produtos, como barras de cereais, chás, águas aromatizadas e muitos outros.

Outro dado importante é que não há determinação correta de dosagem para tomar o produto, já que ele deve ser indicado e acompanhado por um atendimento médico especializado.

Contudo, a Clínica Medcin Instituto da Pele de São Paulo realizou testes com mulheres de 35 a 60 anos de idade, alcançando uma melhora significativa na qualidade da pele, potencializando o emagrecimento – tudo com apenas a ingestão de 5 gramas por dia. Para tanto, deve-se apostar em uma dieta rica em alimentos que contêm a proteína, como gelatina e alimentos especialmente preparados, por exemplo, barrinha de cereal e suco.

Onde encontrar?

O colágeno é facilmente encontrado em todas as farmácias do Brasil. A fórmula hidrolisado dessa proteína não contém restrições médicas, portanto é possível achá-la à venda sem prescrição médica. Nestes estabelecimentos, ela é facilmente encontrada em sachês de chá especiais e também em cápsulas, para ingestão diária. Já em supermercados, os colágenos são encontrados incluídos em produtos naturais. Vale a visita ao corredor de produtos destinados à alimentação saudável.  (Fazer parágrafo) A indicação da inclusão da substância pode ser encontrada diretamente na embalagem. Alguns produtos que estão à venda e contém esta proteína na formulação são: granolas, bombons, barras de cereais, produtos matinais variados, sucos e, até mesmo, balas.

Contudo, atenção: não são todos os produtos destas categorias que possuem colágeno, portanto deve-se sempre estar atento às informações da embalagem.

Gelatina

Há uma dúvida que sempre norteia a cabeça das pessoas quando estão pesquisando sobre a gelatina: ela contém colágeno e é saudável ou irá atrapalhar por conta da adição de açúcar e de outras substâncias que não são indicadas para uma alimentação saudável?A verdade é: gelatina contém colágeno e deve ser incluída na dieta para quem quer repor ou aumentar a produção da proteína no corpo. As inclusões das outras substâncias, como açúcar, não interferem na capacidade do alimento em auxiliar na alimentação saudável.

Em caso de diabéticos ou dietas, como a Dukan, que possui restrição de açúcar, opte pela gelatina Diet, que também contém colágeno.Contudo, é preciso saber que a gelatina contém colágeno puro e não o colágeno hidrolisado (que são encontrados em outros produtos, descritos acima, e também em cápsulas nas farmácias). (Fazer parágrafo) A diferença entre os produtos é apenas uma: o colágeno hidrolisado é mais fácil de ser absorvido pelo organismo, causando efeitos mais rápidos e potentes do que o colágeno puro. Além disso, o processo que garante a transformação do colágeno para colágeno hidrolisado não utiliza substâncias que fazem mal ao organismo, ou seja pode – e deve – ser consumido sem restrições.